.

RÁDIO WEB DE IPU

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

POVOAÇÃO DE IPU EM 1740

Em 1740 já havia o Arraial com casas de chão de barro batido construíram com o auxílio de alguns portugueses e pernambucanos que aqui aportaram. O céu era de um azul profundo; a vegetação era exuberante e cheia de esperança; a montanha bonita desafiava o nativo; o Ipuçaba volumoso e barulhento descia a serra formando a linda cascata. Chegaram uns missionários da Vila Real de Viçosa e continuaram o trabalho de catequese iniciado por D. Joana de Paula Vieira Mimosa, seguidos de outros padres, vindos depois, os quais construíram a pequena Capela, edificada em 1765 e em torno da qual surgiu o povoado chamado de “Papo”. Era o Ipu dos primeiros edificadores, das manhãs ensolaradas, das tardes suaves, das noites serenas. O casario de taipa surgia, propriedade de um povo simples e humilde. O recanto era tranqüilo, embalado pelo sussurro da queda d’água, e pelo trinar da passarada que procurava refúgio nos galhos das árvores. O local era verdadeiramente bucólico.

Livro “Ipu em Três Épocas”

Professora Maria Valdemira Coêlho Mello

2 comentários:

  1. Olá. Onde posso conseguir informações sobre a genealogia da família martins de Ipu? Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Eu tbm quero saber sobre a família Alves de Oliveira. Meu avô Casemiro de Oliveira nasceu aí e veio pro PA e não sabemos nada de sua família que ficou em Ipu. Se alguém souber, comenta em.baixo. obrigada.

    ResponderExcluir